Projeto "Anjinho Aquecido" tem suas primeiras casinhas produzidas e já distribuídas pela cidade - Gminas TV - Gminas TV

Você já se deu conta de quantos animais vivem nas ruas da sua cidade? Pois é… encontramos todos os dias dezenas deles espalhados por todos os bairros, e muitos, sem ter o que comer e principalmente, sem ter onde dormir. Com a chegada do outono, muitos desses animais dormem no tempo e acabam não resistindo às baixas temperaturas. Esse mesmo projeto foi desenvolvido na cidade de Lavras, minas gerais e foi um sucesso. Várias pessoas se envolveram com a ação e dezenas de casinhas já estão nas ruas protegendo os animais. Por ter um resultado positivo na cidade de Lavras e ser uma realidade de Guaxupé, Inayá se inspirou no projeto , e trouxe a ação para o sul de minas, mas com o nome Anjinho Aquecido.Gilmar, namorado de Inayá, já tinha afeto pelos animais, e depois de conhecer a coordenadora do projeto, passou a se interessar e ajudar ainda mais os cãezinhos necessitados.Juntos, o casal confeccionou a primeira casinha, que foi um teste para as demais. E com a divulgação do primeiro modelo, já conseguiram voluntários que abraçaram o projeto. Com os materiais arrecadados na primeira semana de divulgação, foi possível dar início à produção das casinhas. No último domingo, os voluntários se reuniram e em poucas horas, conseguiram produzir 4 casinhas, que já foram distribuídas por alguns pontos da cidade, onde já dorme alguns desses animais de rua.Andando e observando alguns pontos da cidade, os voluntários do projeto puderam perceber que alguns comércios já tinham a iniciativa de ajudar esses animais de rua, dando-lhes comida, água e um cantinho para ficar. Esses comércios foram os primeiros a receber as casinhas do projeto “Anjinho Aquecido”. Inclusive, uma casinha já até ganhou uma moradora.Tereza e Mileni, ajudam diariamente esses animais que passam a maioria do tempo próximos de seus comércios. Mas quando chega a noite, vem aquela dor no coração de saber que muitos deles não tem para onde ir. De acordo com as duas comerciantes, o projeto é uma iniciativa que pode mudar a situação desses animais, e ainda segundo elas, deveria ser aderido por todos os pontos de comércio e empresas da cidade.

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/02/1998. Nenhuma parte deste site, sem autorização prévia por escrito dos responsáveis, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônico, mecânicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros.