Saiba os cuidados básicos para ter um bichinho de estimação - Gminas TV - Gminas TV

A posse responsável é um tema muito debatido entre veterinários e apaixonados por animais. Essa matéria aborda um dos assuntos mais importantes da posse responsável, a responsabilidade de se ter um animal respeitando suas necessidades e características.

A mimada Luli é uma cadelinha, querida e amada pelo casal da cidade de Juruaia, Natália e Alessandro. Eles a conheceram através de uma amiga, e a adotaram quando ela tinha apenas 20 dias de vida. Hoje, Luli, hoje vive em festa em meio a tanto amor e carinho, porém nem sempre foi assim.

A obrigação de cuidar, alimentar, proteger e não abandonar o animal é um compromisso que deve ser honrado até a morte, afinal você escolheu ter um.

Antes de adquirir um animal, pergunte aos familiares se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e quem ficará nas férias e feriados prolongados.

Mesmo com as conturbações dos dias atuais, se você tem um animal, não pode deixar de disponibilizar um tempo para passear e brincar com seu amiguinho.

Para que a saúde física, mental e social do seu animal esteja em dia, é importante lembrar que além da hidratação e alimentação saudável do bichinho, devemos sempre leva-lo a um veterinário para exames rotineiros.

Sabendo de todos esses cuidados necessário, nada melhor  que falar com um profissional da área, para nos dar mais detalhes. Por isso procuramos a especialista em clínica médica e em cirurgia de pequenos animais, a veterinária Tamara Tauil.

Ela explica que não existe um tempo exato de ficar com o animal, porém o animal tem sim a necessidade de passear. Mas pra isso precisamos manter a vacinação, vermifugamento e controle de sanidade em dia, e conta também sobre a reação e comportamento de alguns cães ao se sentirem sozinhos.

A veterinária explica que esses sintomas, vem a decorrer pela alteração do tratamento do animal, incluindo respeito, carinho, a qualidade da comida e passeios. Ao perceber esses sintomas, o ideal é ir até o veterinário e contar em detalhes, qual a sua conduta com o animal, o que você fazia antes, que passou a não fazer mais. E com essas informações, o profissional consegue ter um diagnóstico preciso e com isso diferenciar esse tipo de problema com uma doença que às vezes é muito mais comum.

É isso aí galera, essa foi só a primeira de muitas matérias da coluna +Animal. E aproveitando a oportunidade, queria informar a todos os internautas sobre a ação que estamos realizando. Você posta um vídeo com a hashtag #MaisAnimal e o vídeo mais criativo vai ganhar uma cãomiseta bacanuda da loja Me Gusta!

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/02/1998. Nenhuma parte deste site, sem autorização prévia por escrito dos responsáveis, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônico, mecânicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros.