Projeto que cria serviço veterinário público para cães e gatos - Gminas TV - Gminas TV

A sessão da Câmara Municipal de Maceió desta terça-feira, 25/11, foi marcada pela aprovação, por unanimidade, do Projeto de Lei (PL) nº 35/14 de autoria do vereador por Maceió, Wilson Júnior (PDT), que dispõe sobre a instituição de serviço veterinário público para cães e gatos no âmbito municipal. A iniciativa tem como finalidade a criação de um espaço mantido pelo executivo municipal para garantir o atendimento veterinário e demais procedimentos para esses animais.

O vereador destacou que a saúde humana está diretamente relacionada à saúde animal. Existem mais de 600 patógenos que afetam as pessoas e que podem ser transmitidos pelos animais. O aumento da população de animais domésticos nas residências amplia o risco de contágio das zoonoses, doenças transmissíveis dos animais aos homens e vice – versa.

Há inúmeras informações de doenças transmitidas por esses animais, como sarna sarcópica, micoses e verminoses, atingindo principalmente as crianças. Além destas, infecções bacterianas diversas, viroses como a raiva e hermatozoários acometem humanos de qualquer idade.

Já os surtos epidêmicos zoonóticos mais recentes se referem à leishmaniose, protozoários que pode ser transmitido pelo cão e a esporotricose, doença causada por um fungo e transmitida pela arranhadura do gato.

Wilson salientou na tribuna da Câmara que as pessoas carentes que querem e têm o direito de ter seu animal de estimação muitas vezes não detém o recurso financeiro. “Os custos são altos com tratamento, cirurgias se necessário e as administrações dos medicamentos. Vale lembrar que muitos insensíveis abandonam seus animas doentes nas ruas, por não poderem pagar o tratamento”, desabafou o parlamentar.

O vereador acrescentou que esse Projeto de Lei visa o amparo aos animas que precisam de cuidados, como também dará direito a todos de poder cuidar da “saúde de seus bichinhos de estimação”.

Durante a sessão que aprovou o PL, a vereadora Heloísa Helena (Psol) fez o uso da palavra: “O vereador Wilson Júnior está de parabéns pela iniciativa. Quem não liga para os animais ou menosprezam essa causa pode ter certeza que não liga nem para os seres humanos”.

O lado afetivo também foi levado em conta pelo vereador Wilson Júnior para criação desse PL. Existe o drama de certas famílias que presenciam o sofrimento de seus cães e gatos doentes que necessitam de diagnósticos, medicamentos ou cirurgias, e dependendo da sua condição financeira não tem como propiciar um tratamento que cure ou minimize seu sofrimento.

Quem também se associou a vereadora Heloísa aos elogios ao PL foi o vereador Pastor João Luiz (DEM). “Tenho projetos semelhantes ao do vereador Wilson Júnior e espero que o poder executivo saiba aproveitar essa ideia e por em prática. Gostaria de deixar essa Casa com projetos dessa natureza aprovados (Pastor João Luiz irá assumir o mandato de deputado estadual em 2015)”.

Wilson Júnior enfatizou que o Projeto de Lei ainda conta com a possibilidade de celebração de convênios com as instituições públicas e privadas para o atendimento dos animais. “Se um espaço específico não for construído em tempo hábil para os cuidados dos animais pertencentes aos maceioenses, outras alternativas podem ser dadas com a possibilidade de convênios, para que os cães e gatos não sofram”.

O vereador Kelman Vieira (PMDB) e futuro presidente da Casa Mário Guimarães finalizou as discussões do PL expondo: “Os mais carentes com certeza serão beneficiados com o Projeto do Wilson. Os animais não podem sofrer abandonados e maltratados como acontece em toda cidade”.

Fonte: www.jusbrasil.com.br

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de 19/02/1998. Nenhuma parte deste site, sem autorização prévia por escrito dos responsáveis, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônico, mecânicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros.